Você està na pàgina do Proad, um programa do Departamento de Psiquiatria da Unifesp.


HOME > SETORES > ENSINO>LIGA ACADÊMICA DE FARMACODEPENDÊNCIA

Liga Academica de farmacodependência

Histórico

O PROAD ministrou no primeiro semestre de 2004 uma disciplina eletiva intitulada “Abordagem Multidisciplinar do Usuário de Álcool e outras Drogas”. Voltada para os alunos do quarto ano de Medicina, teve duração de 12 semanas de aulas teóricas - que abordavam conceitos gerais, diagnóstico das dependências e suas diversas abordagens terapêuticas - e de estágio supervisionado de atendimento ambulatorial a pacientes dependentes. Desta forma, os alunos realizavam o psiquiátrico psicodinamicamente orientado e, então, discutia-se o plano terapêutico do paciente com ênfase no diagnóstico das comorbidades, na medicação utilizada e nos demais atendimentos dos quais o mesmo poderia se beneficiar, tais como psicoterapia e terapia ocupacional.

Deste estágio, por iniciativa dos próprios alunos e em consonância com a equipe do PROAD, surgiu a idéia da criação de uma Liga Acadêmica de atendimento a dependentes de drogas com o objetivo de permitir um acompanhamento longitudinal desses pacientes.

Ao término da eletiva, alguns alunos demonstraram interesse em dar continuidade ao trabalho desenvolvido. A eles somou-se Thiago Marques Fidalgo, aluno que já realizava trabalho de iniciação científica junto ao PROAD e, com esse grupo, formou-se a Liga Acadêmica de Farmacodependências (LFD), com o auxílio de uma preceptoria da Psiquiatria ligada à equipe do PROAD. É importante ressaltar que esta foi a primeira Liga vinculada ao Departamento de Psiquiatria da UNIFESP.

A proposta de criação da disciplina eletiva e da Liga Acadêmica foi fomentar nos alunos um entendimento do fenômeno da dependência como um transtorno policausal e com prevalência importante na população geral, fazendo parte do cotidiano do médico generalista. A partir disto, busca-se a desistigmatização do dependente com conseqüente humanização do atendimento.

Ao longo do trabalho, os alunos têm a oportunidade de exercitar a prática do atendimento psiquiátrico e de suas especificidades, tais como o diagnóstico das comorbidades associadas ao transtorno, à prática multidisciplinar e a escolha apropriada do projeto terapêutico. Fornecendo embasamento a todo esse processo, semanalmente são realizadas reuniões de supervisão em que são apresentados os diversos aspectos dos atendimentos, com posterior discussão dos casos tanto do ponto de vista psiquiátrico como psicodinâmico.

Atualmente, as frentes de atuação da LDF contam com:

  1. Frente de Assistência - Prestar assistência ao paciente encaminhado à Liga, com responsabilidade pelo diagnóstico, orientação e seguimento.

  2. Frente de Ensino - Composta de duas partes :
    a) Supervisão - Discussão dos casos e orientação das condutas, coordenada pelos preceptores.

    b) Reunião Geral: Participação dos membros nas reuniões gerais do PROAD que visam à complementação teórica.

  3. Frente de Pesquisa - Discentes da Liga participam desta modalidade, caso haja interesse por parte dos mesmos, a fim de iniciarem-se na literatura médica e desenvolverem programas de Iniciação Científica, seguindo a linha de pesquisa do PROAD. Em 2011, foi criado o Grupo de Pesquisa da Liga Acadêmica de Farmacodependências pelos próprios membros da Liga, adjunto ao atual preceptor (Dr. Thiago Marques Fidalgo). Foi dada continuidade aos atendimentos realizados na disciplina eletiva e novos pacientes foram admitidos.

    Visando à inclusão de novos membros e à divulgação do conhecimento acerca do assunto, foi realizado, em março de 2005, o “I Curso de Introdução às Farmacodependências”, aberto a alunos de todos os cursos da área da saúde. Ao final do curso, foram realizadas avaliação escrita e entrevista para seleção de novos membros provenientes dos cursos de Medicina (3º e 4° anos) e de Enfermagem (3° e 4° anos) da UNIFESP. Com essa transdisciplinaridade, buscou-se trazer para a Liga a prática do trabalho em equipe com diferentes enfoques para o mesmo problema, o que enriquece o planejamento terapêutico. Realizou-se, também, o “I Curso de Introdução à Psicopatologia”, ministrado aos novos membros.

    Ao longo do tempo, a Liga sofreu um processo de expansão e, a ela, outras áreas de atuação foram adicionadas às atividades. Alunos de graduação da Terapia Ocupacional e Psicologia integraram-se aos membros. Em 2010, a Liga iniciou uma nova etapa: ministrar cursos extracurriculares a fim de perpetuar o conhecimento e despertar o interesse sobre o assunto. O “Curso de Emergências Clínicas em Dependência Química” ocorreu em junho de 2010 e foi ministrado por professores convidados especializados na área. Já em 2011, deu-se a continuidade da série com “Dependências: da Neurobiologia à Clínica”.

    Este trabalho extracurricular conta com demanda espontânea e, assim, com grande engajamento dos alunos que passam a agir como agentes multiplicadores do conhecimento adquirido.

    O PROAD e a Liga, no entanto, lamentam a ausência de abordagem deste assunto na grade curricular dos cursos da área da saúde. Sua inclusão, certamente, implicaria uma maior humanização e compreensão da figura do dependente, contribuindo para sua desistigmatização.

    Diretoria 2009:

    Presidente: Renato Oliveira Rossi
    Vice-Presidente: Patrícia Carvalho Silva
    Tesoureiro: Luis Antônio Bozutti

    Diretoria 2010:

    Presidente: Luis Antônio Bozutti
    Vice-Presidente: Patrícia Carvalho Silva
    Tesoureiro: Luiz Felipe Lessa Ortiz

    Diretoria 2011:

    Presidente: Luiz Felipe Lessa Ortiz
    Vice-Presidente: Thauana Dela Santina Torres Oliveira
    Tesoureiro: André Shinji Nakamura
 
NOTÍCIAS

Blog do Proad informa
Confira as principais notícias com relação à Dependência Química. Os especialistas do Proad colocam em debate polêmicas da atualidade.

EVENTOS

Reunião Clínica do Proad no anfiteatro Lemos Torres
Evento que será realizado no dia 13/08 contará com a presença da Secretária Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), Dra. Paulina Duarte.


LIGA ACADÊMICA DE FARMACODEPENDÊNCIAS DA UNIFESP